É bom ter Amigos!

É bom ter Amigos!

Olá, Amigos!

É muito gratificante escrever para vocês!

Há pouco tempo, reencontrei um velho Amigo, o Marc.

Nesse reencontro, descobri que ele desenvolve um projeto bem legal, transportando futuros Sargentos da Aeronáutica e seus familiares.

Para conhecer o projeto “TRANSPORTANDO CONQUISTAS”, visite o site MarcTUR (www.marc.tur.br).

E o que o Marc tem a ver com o Olá Amigos?

Ele cultiva um lema que nos soa muito familiar:

É bom ter Amigos!

 

ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA

Também chamada de Sujeito Oracional, é toda oração que exerce a função de sujeito da Oração Principal correspondente.

 

CONCORDÂNCIA VERBAL

A Oração Subjetiva funciona como um substantivo masculino no singular, mantendo o verbo da Oração Principal na terceira pessoa do singular.

 

IMPORTANTE!

Se uma oração puder ser substituída por ISSO (lendo de trás para frente: Oração Subordinada Substantiva Identificada), teremos uma Oração Subordinada Substantiva.

A oração exercerá a mesma função exercida por ISSO.

Exemplos:

a) É bom ter amigos.

Substituindo a oração “ter amigos” por ISSO, temos:

É bom ISSO. / ISSO é bom.

ISSO = Sujeito

b) Estudar é preciso.

Substituindo a oração “estudar” por ISSO, temos:

ISSO é preciso.

ISSO = Sujeito 

Em ambos os exemplos, portanto, os sujeitos são oracionais.

 

JÁ CAIU EM PROVA!

 

1- CESPE/2015 – TJ-DFT – Analista Judiciário (Adaptada)

“No cenário de exclusão e violência, é preciso radicalizar a política de ampliação do acesso à justiça.”

A oração destacada exerce a função de sujeito.

(  ) CERTO     ​(  ) ERRADO

O item está CERTO, pois, substituindo a oração destacada por ISSO, temos:

É preciso ISSO. / ISSO é preciso.

ISSO = Sujeito

 

2- CESPE/2015 – TCE-RN – Administrador (Adaptada)

“Constatou-se que os consultores apresentaram regime de trabalho incompatível com a realidade”.

A oração destacada funciona como complemento da forma verbal “constatou-se”.

(  ) CERTO     ​(  ) ERRADO

O item está ERRADO, pois, substituindo a oração destacada por ISSO, temos:

Constatou-se ISSO. (Voz Passiva Sintética)

ISSO foi constatado. (Voz Passiva Analítica)

ISSO = Sujeito

Falaremos um pouco mais sobre a partícula “SE” em artigo específico.

 

3- FGV/2011 – TRE-PA – Analista Judiciário (Adaptada)

É importante desmistificar a ideia de que política é uma sujeira só e sem utilidade.

A oração destacada é subjetiva.

(  ) CERTO     ​(  ) ERRADO

O item está CERTO, pois, substituindo a oração destacada por ISSO, temos:

É importante ISSO. / ISSO é importante.

ISSO = Sujeito

 

Temos todas as ferramentas possíveis para ajudá-los em suas conquistas e, assim como o Marc, exaltamos a amizade.

É bom ter o Olá Amigos!

Por hoje é só, meus Amigos!

Bons estudos!

Até breve!

Abraços!

Elias Junior

jlmeliasjunior@gmail.com